sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Anorexia

O que é a anorexia?

A anorexia nervosa é considerada um distúrbio alimentar. É constituída essencialmente por uma excessiva perda de peso, e aparece predominantemente em indivíduos do sexo feminino, sobretudo em adolescentes e jovens.

Os doentes apresentam um medo de engordar, o que leva a que adoptem um comportamento destinado a baixar o peso, reduzindo drasticamente a quantidade de alimentos que ingerem, sobretudo no que diz respeito a hidratos de carbono (bolos, açúcar, pão) e a gorduras. Os doentes anoréxicos distorcem a sua imagem corporal, pois consideram-se mais gordos do que o são na vida real (sendo os mesmos extremamente magros). Os potenciais anorécticos são: jovens entre os 12 e os 20 anos, embora esteja a aumentar a incidência entre os 8 e os 11 anos; principalmente do sexo feminino; regra geral, bons alunos e perfeccionistas.

O doente anoréxico apresenta determinados comportamentos que demonstram, que o mesmo sofre de anorexia, tais como: estar obcecado com a ideia de emagrecer; praticar exercício físico intensamente; fazer dietas rígidas com o objectivo de emagrecer; controlar tudo o que come e a maneira como come; distorção da sua imagem corporal; e recusar a alimentar-se com o fim de emagrecer o máximo possível.


Quais as suas causas?

Relativamente ao aparecimento da anorexia, existem três tipos de causas. A primeira é psicológica – as causas psicológicas relacionadas com a anorexia são de ordem afectiva e ocorrem principalmente na infância; a origem da doença pode dever-se a um problema familiar ou a uma decepção sentimental -, a segunda é biológica – pois os familiares dos anoréxicos podem também sofrer de um distúrbio alimentar -, e a terceira é ambiental ou cultural – uma vez que hoje em dia, o estereótipo de uma pessoa bonita é aquela que apresenta um corpo magro, como por exemplo as modelos, o que leva a que uma pessoa comum adopte determinados comportamentos para que seja possível igualar-se ao estereótipo vigente.


Quais os seus sintomas?

Os doentes anoréxicos apresentam os seguintes sintomas:

· Medo de engordar ;
· Obsessão na perda excessiva de peso;   
· Prática excessiva de exercício físico;
· Nas raparigas os períodos menstruais tornam-se irregulares ou mesmo inexistentes;
·  Nos rapazes perda de erecção;                 
· Consumo exagerado de comprimidos dietéticos;
· Afastamento e isolamento dos amigos e da família;
·  Mudança de temperamento.



Quais os seus efeitos fisiológicos?

Enquanto doença que é, e como qualquer outra, a anorexia tem diversas consequências para o doente:

· Sono irregular;
· Obstipação;
· Frio;
· Fragilidade óssea;
· Músculos atrofiados;                           
· Cansaço;
· A pele torna-se seca;
· Tensão arterial baixa;
· Desaparecimento da menstruação — amenorreia;                                 
· Anemia;
· Cabelo e unhas quebradiços;
· Coração pequeno;
· Morte.  

   


Quais os seus efeitos psicológicos?

A anorexia tem mais consequências para o físico do doente do que para o psicológico, não sendo este último menos importante que o primeiro. Assim tem-se que o doente isola-se da família e dos amigos, tem dificuldades em raciocinar, dificuldade em se concentrar e por fim depressão.


Como se pode tratar?

Para que seja possível tratar esta patologia, primeiro que tudo é necessário fazer o seu diagnóstico. Posteriormente, o seu tratamento é psicoterapêutico combinado com terapia familiar. O internamento só é obrigatório quando o doente tem um estado de desnutrição que é uma ameaça para a sua vida, quando o doente não progride em termos do tratamento, ou quando não é possível o paciente ter a ajuda da família.

Existe um caso especial que é a anorexia matinal. Esta é comum nas crianças que frequentam o ensino primário e que de manhã não querem comer. As razões são várias, mas normalmente incidem sempre no facto de não quererem ir para a escola (devido, a por exemplo, a troça dos colegas que faz com que a criança não queira frequentar o mesmo espaço que estes).

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget